Joven encontra pedido de ajuda em etiqueta

22:31


Vocês conhecem a rede de Fast Fashion chamada Primark? Ela é muito conhecida na região da Inglaterra e reino Unido pelos preços baixos de suas roupas. Mas o que a inglesa de 25 anos, Rebecca Gallagher, encontrou em um dos vestidos a deixou muito chocada! Ela foi lavar um vestido que lhe custou apenas £10 (cerca de R$38,00) e viu que na etiqueta dele estava um pedido de ajuda escrito: “Forçado a trabalhar por exaustantes horas”. A mensagem estava escrita em uma etiqueta costurada a mão ao vestido.
Note in clothing
A jovem prometeu que não usaria mais o vestido alegando que não irá sustentar sua aparência em cima de um trabalhador que trabalha muito e ganha pouco. Mas a marca deu uma declaração falando que seus trabalhadores possuem condições dignas de trabalhos e nunca tiveram nenhum problema deste tipo, em seguida pediram a peça para averiguarem se a etiqueta foi colocada pelos seus trabalhadores ou por outras pessoas que quiseram denegrir a imagem da Primark.


Note in clothing
Com tantas grandes marcas que já foram denunciadas por condições de trabalho escravo, o que vocês fariam no lugar desta garota? Continuariam usando ou boicotariam a loja?

Talvez você goste

20 comentários

  1. Difícil, pois digamos que 80% dos produtos que usamos vem da China, e na China há trabalho escravo e é por isso que as coisas que vem de lá são tão baratas.
    O imposto pago é pequeno, onde o governo brasileiro lucra muito com este trabalho escravo. A mão-de-obra é hiper barata, a matéria prima mais barata ainda etc etc etc.
    Não temos como boicotar a loja, pois precisamos boicotar um sistema por trás dele, a loja, os empresários, os funcionários, o porto que chega o navio com a carga.
    Situação difícil...

    http://raposalaranja.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Situação complicada mesmo, mas só o fato de levar esse caso para a mídia já abre espaço para que cada vez mais as pessoas discutam sobre esse assunto.

    http://milcaretas.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é , mas infelizmente o dinheiro da empresa pode comprar a mídia :/

      Excluir
  3. Nossa, que situação...
    Coitada da pessoa que escreveu isso. Devia estar tão desesperada que viu a única saída, e uma bela e esperta saída.
    Essas empresas são repugnantes. O pior é que as vezes não adianta a denuncia por que elas conseguem "esconder" muito bem toda a sujeira U.U
    Isso é deprimente. Vivemos no século 21 e ainda há humanos repugnantes capazes das piores coisas, por dinheiro.

    Ótimo post!

    http://agindodiferente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Tudo que é super barato com certeza deve ter uma mão de obra escrava. E o pior de tudo é que milhares e milhares de pessoas compram. Por isso que vira essa bola de neve.
    #ForaTrabalhoEscravo #ForaMãoDeObraBarata
    http://meudocemundo2010.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. exatamente , pessoas explorando outras pessoas por dinheiro

      Excluir
  5. Acho que esse é um pedido de socorro, deveria cair pesado em cima da loja que vendeu e ir atrás de onde as peças são fabricadas, conferir se realmente é como falam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim , mas a policia e o governo é comprada :(

      Excluir
  6. Eu já tinha ouvido falar, acho desesperador :(
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Cara realmente não sei qual seria a minha reação ao ver um pedido de desculpa na etiqueta, no começo acharia que fosse uma trolagem sei lá, mas com certeza iria ficar com medo de usar kkkk
    Sem contar que a grande maioria do povo brasileiro ainda faz trabalho "escravo" então não seria meio que uma novidade isso para nós.

    Abraços, Guilherme
    http://omeu-diva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eu não sei o que faria se isso acontecesse comigo, provavelmente acharia que era troll, ou procuraria outra pessoa para ir comigo à polícia. Não sei, não sei mesmo.
    Isso me lembrou uma parte do filme "Crô", que a guria costura "SOS" em um pedaço de tecido, ela, a mãe e outras várias mulheres colombianas sofrem com a exploração e não recebem muito pelo trabalho.
    Enfim, achei a atitude que a mulher teve certa, mas como disse antes, não sei o que faria na mesma situação.

    Fica com Deus / www.blogbrightwords.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse filme deve ter cido baseado nessa historia

      Excluir
  9. É horrível isso. Só de pensar que nós amamos comprar produtos Made In China, podemos estar contribuindo para essa exploração.

    Passa Lá!
    http://entre-termos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é , e o pior é que estamos financiando isso :(

      Excluir
  10. É realmente triste, mas infelizmente o capitalismo é uma hegemonia. Baixo custo de produção, baixos salários e preço de venda altíssimo. Se não for assim, não tem lucro. A vontade de enriquecer sobe à cabeça dos empresários! O interessante desse tipo de informação chegar à mídia é que podemos perceber que ao contrário de que muitos pensam, esse tipo de coisa não acontece apenas no Brasil por causa de corrupção ou algo do tipo, mas também nos países com um potencial econômico mais elevado do que nossa república. Os brasileiros devem agradecer por hoje existirem políticas públicas e programas sociais que podem melhorar a situação da população. Antes do governo petista, o Brasil vivia - no ponto de vista social e econômico - numa época feudal. Pobre cada vez mais pobre e rico cada vez mais rico.

    Sobre a Inglaterra: eles não são república, então imagine quão legal deve ser viver numa Monarquia Parlamentarista.

    Passa lá: http://liter-ama.blogspot.com.br/ Abração!

    ResponderExcluir

Nos acompanhe no google +